Conheça as melhores práticas de Inbound Marketing no varejo

Conheça as melhores práticas de Inbound Marketing no varejo

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

A competição pela atenção dos consumidores na internet está cada vez mais acirrada. Afinal, a exigência do público e a concorrência só aumentam, não é mesmo?

Nesse contexto, muitas empresas buscam o progresso, mas esbarram em dificuldades para acompanhar as velozes alterações do mercado. E isso acaba prejudicando seus planos estratégicos e de comunicação.

Pois é aí que entra o inbound marketing no varejo.

O B2C é um segmento com amplas oportunidades no mundo digital, mas é crucial saber aproveitá-las. Isso porque o comprador, quando necessita de algo, tende a buscar alternativas virtuais.

Para se destacar, porém, você tem que estar presente quando o seu cliente estiver no momento da compra.

Justamente por isso, o inbound marketing deve integrar suas estratégias de marketing digital no varejo. Quer entender como? Então continue lendo e confira dicas interessantes para um inbound marketing focado no B2C!

 

Esteja entre os mais buscados nos serviços de search

Quando deseja um produto ou um serviço, a primeira providência que um consumidor comum toma é procurar em páginas de busca, como o Google, o Bing e o UOL, entre outras similares.

Por essa razão, a sua empresa precisa ter destaque nessas pesquisas para fazer a marca ficar cada vez mais conhecida.

Uma dica, nesse caso, é elaborar um estudo para saber quais são as palavras-chave mais utilizadas na busca pelo produto ou serviço que a sua empresa comercializa.

Lembre-se de que ainda é possível pagar anúncios nesses buscadores, mas é necessária uma boa estratégia para não desperdiçar esse investimento em ações que não sejam tão relevantes.

Além disso, um dos atributos mais atraentes dos buscadores é que eles dão à empresa a chance de conversar com quem já tem uma intenção de compra, uma predisposição para fechar o negócio.

Dessa forma, você consegue ganhar a atenção do público antes de ele tomar a sua decisão — a audiência fica sabendo que a sua empresa está no mercado, e que pode trazer soluções e respostas para seus problemas.

 

Use as redes sociais para engajar

As redes sociais facilitam bastante o inbound marketing no varejo. Afinal, com elas você consegue conversar com todo o seu público ao mesmo tempo em que segmenta seus consumidores em nichos. Assim, pode elaborar táticas de propaganda mais incisivas e focadas.

Mas não basta criar as páginas corporativas em um milhão de canais se elas não tiverem vida e movimento, não é mesmo? Por essa razão, estude quais são as redes preferidas dos seus clientes e tenha um perfil do seu negócio em cada uma delas.

Depois, alimente esses perfis com conteúdo relevante. O maior obstáculo aqui está na continuidade: é preciso apresentar novidades sempre. Então, interaja com as pessoas, faça convites para que elas curtam e compartilhem as suas informações.

Outro ponto positivo das redes sociais para o inbound marketing no varejo é a chance de extrair delas dados sobre o comportamento dos seus consumidores.

Isso facilita a descoberta do produto que recebeu mais curtidas no Facebook, por exemplo, ou do artigo que registrou o maior número de compartilhamentos.

A partir desses informes ricos, você pode criar outras estratégias de marketing e entrar num círculo benéfico de evolução, com táticas cada vez mais precisas.

 

Algumas dicas

É recomendável manter um perfil da empresa no WhatsApp, o canal perfeito para mostrar novos produtos e divulgar promoções. Isso demonstra que você tem preocupação em apresentar respostas para os problemas e demandas do seu público.

Já quanto ao Facebook, faça-o funcionar como um SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor). Responda às críticas do público de forma rápida e com eficiência; capriche nas fotos dos seus itens e compartilhe essas imagens com periodicidade, além de oferecer links para o seu site ou e-commerce.

Não se esqueça de que muitos consumidores na internet compram por impulso, e seu negócio não pode perder esse filão. Por conta disso, aliás, em alguns casos vale a pena repartir o compartilhamento algumas vezes por dia.

Por fim, o varejo atende a uma diversidade considerável de pessoas, de personalidades, histórias e preferências diferentes. Por isso, nas redes sociais, fuja de questões polêmicas que possam resultar em efeitos negativos.

 

Aposte nos e-mails

O e-mail ainda é uma das principais ferramentas de marketing digital. Para usá-lo, contudo, também é preciso jogo de cintura.

Suas mensagens devem ter um tom emocional, isto é, precisam despertar sentimentos e desejos. Além disso, o e-mail é uma maneira de contar quais serão os benefícios que esse consumidor terá ao realizar determina ação: baixar um e-book, fazer um cadastro em um site ou mesmo assinar sua newsletter.

Essa estratégia funciona tanto para o público geral como para os leads e prospects. Então, utilize o e-mail para avisar quando chegarem produtos novos ou quando houver uma promoção especial.

Mais um ponto positivo para o envio de e-mails são as boas chances de resgatar antigas relações ou retomar o contato com um cliente que abandonou uma compra online no meio do processo.

Além disso, você deve distribuir suas ofertas e mensagens com critérios, respeitando os gostos e preferências de quem está recebendo o material.

E tenha muito cuidado para não escrever e-mails longos! O ideal é que eles tenham até 140 palavras, e que a mensagem principal possa ser descoberta em poucos segundos.

 

Aproveite as vantagens do consumidor B2C

Quem vende diretamente para o consumidor final tem algumas vantagens em relação ao comércio B2B, que depende de autorizações dentro das empresas e processos burocráticos.

No varejo, você pode conversar diretamente com seu público com muita facilidade, e isso deve ser aproveitado com inteligência e apelo emocional.

Seu cliente é único na tomada de decisão. Para convencê-lo, você vai precisar de bons argumentos — para conquistar o lado racional — e boas ideias — para despertar seus desejos, vontades e interesses. Tenha essas características sempre em mente ao tocar o inbound marketing no varejo.

 

Personalize as ações de marketing para os atuais clientes

Para estar pronta para o marketing digital, antes a empresa precisa conhecer a fundo o seu público. Já dissemos que as redes sociais ajudam a segmentar, mas para esse efeito dar certo você tem que fazer a lição de casa. Isso significa estudar quem são seus clientes atuais e o que eles querem.

Dessa forma, será possível encaminhar ofertas de itens que se complementem. Por exemplo: se você vendeu uma cama nova para o consumidor X, lembre-se de avisá-lo quando houver uma promoção de lençóis. A lógica é a mesma para os demais segmentos.

Em outras palavras, a ideia no inbound marketing no varejo não é somente fechar negócios, mas construir e alimentar a relação.

Não basta apenas ser um vendedor: é preciso ser como um amigo, alguém capaz de apresentar soluções e respostas na hora certa. E, para conseguir cumprir essa tarefa, é indispensável compreender quem são os seus consumidores e as suas principais características.

 

Contrate agências full service

Muitos gestores sofrem com a falta de tempo e equipes enxutas. Isso acaba comprometendo algumas estratégias básicas de publicidade, como acompanhar a concorrência. Nesse cenário, contratar agências full service pode ser a resposta para gerenciar o inbound marketing no varejo, bem como para outras modalidades de propaganda.

Esses serviços publicitários incluem várias ferramentas de marketing no pacote: elaboração do planejamento, escolha das principais ações, manutenção das redes sociais, entre outros.

Ao mesmo tempo, podem atender às suas expectativas de offline: outdoors, revistas, emissoras de TV e de Rádio, jornais etc.

Outra vantagem de terceirizar o inbound marketing é o recebimento de relatórios de monitoramento, que fazem um raio-X sobre a eficácia das iniciativas.

Esses estudos informam se a empresa está ou não no caminho certo para conquistar o sucesso no mercado varejista — algo fundamental para continuar crescendo.

Enfim, como você pôde notar, o inbound marketing no varejo é um instrumento muito rico de comunicação e divulgação. Por meio dele, você pode finalmente conseguir o reconhecimento tão almejado como líder do seu nicho de atuação.

Então, o que achou do nosso post? Se gostou do assunto e quer saber mais, aproveite para conferir também estas estratégias de marketing digital para melhorar a sua performance!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RECEBA NOSSA NEWS

Nossas estratégias são baseadas na comunicação integrada e multiplataforma.

CONFIRA MAIS